sábado, 16 de julho de 2011

Mundial de Futebol Feminino 2011

Marta pode ser considerada 
a melhor do Mundial
Mesmo depois de já ter sido eliminada, jogadora pode levar a Bola de Ouro para casa
15/07/2011 17:36
 Brasil não está na final da Copa do Mundo de futebol feminino, mas a jogadora Marta ainda pode ser considerada a melhor atleta do Mundial. Eleita cinco vezes a melhor do mundo pela Fifa, a brasileira está na lista das doze indicadas para a Bola de Ouro da competição. A identidade da vencedora será revelada no próximo domingo, dia 17 de julho, após a final entre EUA e Japão.
As outras indicadas são as norte-americanas Abby Wambach, Lauren Chenney e Hope Solo, as japonesas Homare Sawa, Shinobu Ohno e Aya Miyama. As francesas Sonia Bompastor e Louisa Necib, as suecas Lotta Schelin e Caroline Seger, além da alemã Kerstin Garefrekes, completam a lista.
A Rainha Marta, única latino-americana na disputa pelo prêmio, já foi eleita a melhor da competição em 2007, quando o Brasil chegou à semfinal do torneio.

Mundial feminino: 
EUA contra estreante Japão na final 
Japão, que afastou sensacionalmente a Alemanha, é a grande surpresa na final do campeonato do Mundo de futebol feminino, na qual jogará contra os EUA. 
Lusa
8:48 Quinta feira, 14 de julho de 2011 

Japonesas festejaram, suecas ficaram desiludidas Getty










Alex Morgan marcou o terceiro golo dos EUA
O Japão, que afastou sensacionalmente a Alemanha, é a grande surpresa na final do campeonato do Mundo de futebol feminino, depois de hoje ter derrotado a Suécia nas meias-finais por 3-1.  Na final, agendada para domingo, as nipónicas vão defrontar a poderosa seleção dos Estados Unidos, que hoje derrotou por idênticos 3-1 a sua congénere da França.  Presente pela primeira vez numa meia-final de um campeonato do Mundo, o Japão não acusou a desgastante partida dos quartos de final diante da anfitriã e campeã em título Alemanha, e foi claramente superior à formação sueca. 
Suecas começaram a ganhar

As suecas, a exemplo da sua caminhada no presente mundial, até começaram melhor e, aos 10 minutos, colocaram-se em vantagem, através de Oqvist, que aproveitou bem um erro contrário.  O Japão reagiu de imediato e, aos 19 minutos, restabeleceu a igualdade, por intermédio de Kawasumi,que ainda teve a ajuda de uma defesa contrária. Após o tento do empate, as japonesas assentaram o seu jogo e passaram a controlar a partida, tendo se adiantado no marcador aos 60 minutos, através da sua capitã Sawa, que tirou partido de um erro da guarda-redes sueca Lindahl. Quatro minutos depois, o Japão sentenciou a partida, com um novo tento de Kawasumi. 

Já os Estados Unidos não se deixaram surpreender e afastaram a França, embora também tenham sentido algumas dificuldades perante a equipa gaulesa. A exemplo da Suécia, as norte-americanas cedo se colocaram em vantagem, com um tento de Cheney,logo aos nove minutos. No entanto, as gaulesas não acusaram o golo e conseguiram igualar já na segunda metade, aos 55, através de Bompastor.  Depois do empate, as norte-americanas voltaram a deter o controlo das operações e recolocaram-se em vantagem aos 79 minutos, com um tento de Wombach, para, três minutos depois, Morgan ampliar a vantagem e sentenciar a partida.
Final disputa-se no domingo

No domingo (às 19h45 em Portugal, transmissão Eurosport), em Frankfurt, a equipa dos Estados Unidos vai tentar conquistar o seu terceiro título mundial, em outras tantas finais, contra uma estreante seleção japonesa, que não tem nada a perder e que sonha poder oferecer ao seu país algum conforto após o acidente na central nuclear de Fukushima Daiichi, provocado pelo sismo e pelo tsunami gigante de 11 de março.  O encontro de atribuição do terceiro posto entre a França e a Suécia será disputado no sábado, em Shinsheim (às 16h30 em Portugal, transmissão Eurosport). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AMISTOSO FUTEBOL 7

CRAQUE 10 X 15 DE CAMPO NOVO A Craque 10 recebeu o convite da equipe do 15 de Campo Novo para participar de um amistoso de futebol 7. O...